tanque de betesda

Tanque de Betesda na Bíblia – Estudo Bíblico

De acordo com a Bíblia, o tanque de Betesda foi um local onde Jesus curou um homem que estava doente há 38 anos. Esse tanque era bem famoso, pois muitas pessoas ficavam ao seu redor esperando um milagre acontecer. No entanto, Jesus utilizou apenas suas próprias palavras para curar o paralítico. Ou seja, o poder de cura estava em Deus e não no tanque.

Tanque de Betesda

Em Jerusalém, existia um tanque de água com pórticos ao seu redor cujo nome era Betesda. De acordo com a crença da época, de vez em quando, um anjo descia e agitava as águas desse tanque. Durante esse momento, a primeira pessoa que entrasse no tanque ficaria curada de qualquer problema físico, incluindo alguma deficiência.

Devido a esse histórico de milagres, muitas pessoas ficavam ao redor desse tanque esperando a chegada do tal anjo. Inclusive, era muito comum ver deficientes físicos se aproximarem do tanque de Betesda, pois não viam a hora de serem curados (João 5:2-4).

Jesus encontra o paralítico de Betesda

Em um certo sábado, quando Jesus visitou a Jerusalém devido a uma festividade religiosa, ele se aproximou do tanque de Betesda. Ao chegar no local, o Filho de Deus encontrou um homem cuja deficiência física já durava 38 anos.

Dificilmente, o paralítico receberia sua cura por meio do tanque de Betesda. Infelizmente, como suas pernas estavam paralisadas, ele não tinha condições de ser o primeiro a entrar nas águas agitadas. Ou seja, se ninguém colocasse esse homem dentro de Betesda, ele ficaria ao redor do tanque o resto da vida e nunca receberia sua benção (João 5:6-7).

Ao ver aquele homem, Jesus perguntou se ele queria ser curado e o paralítico falou sobre o seu problema. Como resposta, Jesus simplesmente falou o seguinte: “Levanta, toma a tua cama (maca) e anda” (João 5:5-9). A partir daquele instante, o paralítico recebeu a cura e começou a andar.

Ao verem aquela cena, alguns judeus criticaram o ex-paralítico, pois era proibido carregar uma maca em um sábado. Contudo, ele explicou que a pessoa que o havia curado tinha lhe mandado carregar a maca (João 5:9-11). Como Jesus não se apresentou ao paralítico, pois apenas o curou e saiu dali, o homem não fazia ideia de quem era a pessoa que o havia abençoado.

Algum tempo depois, o ex-paralítico foi ao templo e encontrou o Filho de Deus. Jesus disse ao homem que, para não passar por algo pior que a paralisia, era preciso deixar o pecado (João 5:14).

Após esse encontro, o ex-paralítico procurou os judeus e contou para eles que foi Jesus que acabou com sua doença. Entretanto, ao invés de se alegrarem com a nova situação daquele homem, eles quiseram matar Jesus por ele ter curado alguém durante o sábado.

Jesus não precisa de rituais para curar

Ao ver a história sobre o paralítico de Betesda, fica bem claro que Jesus pode fazer milagres no momento em que ele quiser. Ou seja, ele não precisa de rituais ou de datas específicas para curar alguém, pois o seu poder está acima disso.

Enquanto muitas pessoas aguardavam o anjo agitar as águas de Betesda, Jesus mostrou a todos que ele poderia curar no momento em que bem entendesse. Inclusive, além de curar próximo ao tanque, ainda curou o paralítico em um sábado, ato que era proibido. Dessa forma, Jesus mostrou que, o poder de curar e salvar uma alma está acima de qualquer tradição.

O paralítico de Betesda não tinha qualquer esperança de ser o primeiro a entrar no tanque. Dessa forma, ele era obrigado a esperar que alguém tivesse a boa vontade de ajudá-lo. No entanto, o paralítico recebeu a melhor ajuda possível, pois tudo que vem de Jesus é bom, eficaz e perfeito. Em outras palavras, a cura de Jesus é muito melhor do que qualquer ritual.

Jesus quer salvar as pessoas

É bom deixar claro que, além de curar, Jesus também salvou a alma daquele homem. Ao mandar o ex-paralítico abandonar o pecado, pois algo pior que a paralisia poderia acontecer, Jesus o conduziu para uma nova vida. Naquele instante, o homem que vivia paralisado recebeu cura e libertação e, para a glória de Deus, se tornou um servo do Senhor.

Da mesma forma que Jesus mudou a vida do paralítico de Betesda, ele também pode transformar a vida do ser humano de hoje. Basta aceitá-lo com toda a sinceridade e buscá-lo de todo o coração. Sempre que alguém aceita Jesus em sua vida, passa a ter mais força e resiliência para lidar com os problemas da vida, por piores que eles sejam.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.