fruto do espirito estudo

Fruto do Espírito – Estudo, Explicação e Comentários

Segundo a Bíblia, o fruto do Espírito é composto por alegria, amor, paz, paciência, amabilidade, bondade, fidelidade, domínio próprio e mansidão (Gálatas 5:22-23). Quando alguém possui todas essas qualidades, significa que sua vida é guiada pelo Espírito Santo.

Quando uma pessoa aceita Jesus como o seu salvador, o Espírito Santo passa a fazer parte de sua vida. Com isso, ocorre uma grande transformação naquele ser humano e ele se torna uma pessoa melhor. Esse é o principal efeito do fruto do Espírito na vida de alguém.

O amor é a base do fruto

Primeiramente, para entender realmente o que é o fruto do Espírito, é preciso deixar claro que a base dele é o amor. É muito importante lembrar desse fato, pois os maiores mandamentos de Deus se baseiam justamente nisso. Para entender melhor essa questão, é preciso ler Deuteronômio 6:5 ou Mateus 22:39, pois ambas as passagens falam claramente sobre o tema.

O grande problema é que as pessoas acreditam que amor é um simples sentimento. Ou pior, acreditam que ele está ligado a uma mera atração física ou a felicidade interior. Contudo, a realidade é que o amor não tem nada a ver com sentimentos, mas sim com decisões. Ou seja, você não sente o amor, você decide amar.

Jesus e seu grande ato de amor

A crucificação de Jesus é um dos grandes atos de amor que a Bíblia relata. Se formos analisar tudo que o Filho de Deus estava vivendo naquele momento, provavelmente, o sentimento dele não tinha nada a ver com alegria ou felicidade.

No entanto, mesmo numa situação muito complicada, Jesus não reclamou em momento algum e cumpriu seu propósito na cruz. Com toda certeza, esse é o maior ato de amor que a humanidade já presenciou.

Jesus Cristo, santo e perfeito, se permitiu ficar numa situação cruel e desumana apenas para salvar bilhões de pessoas pecadoras. Essa atitude dele não teve nada a ver com alegria, paixão ou felicidade, mas sim com a nobre decisão de amar as pessoas. Em suma, Jesus é o verdadeiro exemplo de amor e sua passagem pela Terra exemplificou bem o fruto do Espírito.

Deus e seu amor incondicional

A principal razão para o amor ser a base do fruto do Espírito é o fato de Deus amar a humanidade incondicionalmente. Ou seja, como Deus é amor, ele vê isso como o principal atributo do fruto do Espírito (1 Coríntios 13:13). Ademais, o Senhor afirma que o amor é o maior de todos os mandamentos da Bíblia (Mateus 22:36-39).

Na passagem de Romanos 5:5, a Bíblia mostra que Deus, por meio do Espírito Santo, derramou o amor incondicional nos corações das pessoas. Além disso, o amor incondicional deve ser praticado com todo ser humano, sem qualquer tipo de discriminação (Romanos 12:20). Afinal de contas, como foi dito anteriormente, amor é uma decisão e não um mero sentimento (1 João 5:3).

Fruto do Espírito na vida cristã

Na vida cristã, o principal efeito do fruto do Espírito é a rejeição a vida pecaminosa. Isso acontece porque, quando uma pessoa verdadeiramente aceita a Jesus, o Espírito Santo passa a acompanhá-la. Ou seja, aquele cristão passa a seguir os preceitos do Senhor e começa a andar no Espírito (Gálatas 5:16-26).

Como foi dito anteriormente, quando uma pessoa entrega sua vida ao Senhor, o Espírito Santo passa a habitar em sua vida (1 Coríntios 6:19). Por conta disso, o fruto do Espírito é gerado (João 16:13-14) e a pessoa passa a carregá-lo por toda a vida (Gálatas 6:8).

Basicamente, a grande tarefa do Espírito Santo na vida de um cristão é transformar sua personalidade para melhor. Afinal de contas, apenas o fruto do Espírito pode ajudar o ser humano a vencer a sua própria carne (2 Coríntios 5:17; Filipenses 4:13).

Como desenvolver o fruto do Espírito?

Para desenvolver o fruto do Espírito, é preciso entregar a vida para a Jesus e receber o Espírito Santo. A partir do momento em que o Espírito Santo começa a habitar em nossas vidas, ele começa a nos transformar e nos ajuda a vencer os vícios da carne.

Com isso, o ser humano passa a vencer diversos pecados, tais como: adultério, fornicação, impureza, lascívia, idolatria, feitiçarias, ira, heresias, invejas, bebedeiras, glutonarias, entre outros. Vale lembrar que, de acordo com Gálatas 5:19-21, aqueles que praticam essas coisas ficarão fora do Reino de Deus.

Em suma, para desenvolver o fruto do Espírito, é preciso batalhar contra a natureza humana. A grande vantagem dessa batalha é que, ao ter o Espírito Santo em sua vida, o ser humano passa a ter forças para batalhar contra si mesmo.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.